Ver Mais

Os amores proibidos de suas majestades

A História demonstra que os casamentos de reis e rainhas resultaram quase sempre de interesses políticos. Infantes e princesas eram o lacre que selava pactos com objetivos estratégicos e, uma vez que estas uniões preveniam confrontos entre as respetivas coroas, os futuros noivos aceitavam-nas com complacência e a convicção de que cumpriam o seu dever.

19.50

ISBN: 978-989-626-743-8 Categoria:

A História demonstra que os casamentos de reis e rainhas resultaram quase sempre de interesses políticos. Infantes e princesas eram o lacre que selava pactos com objetivos estratégicos e, uma vez que estas uniões preveniam confrontos entre as respetivas coroas, os futuros noivos aceitavam-nas com complacência e a convicção de que cumpriam o seu dever. No entanto, as consequências de um casamento de estado, contraído por obrigação e nunca por amor, afetavam os próprios cônjuges. Como tal, se os reis procuravam a paixão em alcovas alheias, era perfeitamente natural que as rainhas – ou pelo menos algumas delas – também o fizessem. E assim aconteceu com Salomão e a Rainha do Sabá, Henrique VIII e Ana Bolena, Maria Antonieta e os seus chevaliers servants, Victoria de Inglaterra e John Brown, Carlos de Gales e Camila Parker Bowles, e tantos outros… Os Amores Proibidos de Suas Majestades conta-nos as verdadeiras histórias de amor de reis e rainhas do mundo inteiro, do passado e do presente, e dá-nos a conhecer aqueles que reinaram nos seus corações e influenciaram o curso da História.

Número de páginas

296

Autor

María Pilar Queralt del Hierro

Editor

A Esfera do Livros